Tag: Thanos

O Inferno de Thanos

thanos

Atualizado em: 9 de maio de 2018.

Aproveitando a comoção mundial com o filme Vingadores: Guerra Infinita (Anthony e Joe Russo, 2018), vale ressaltar o que parece uma clara referência à Divina Comédia, do italiano Dante Alighieri. Considerado uma das obras mais importantes da literatura, esse poema medieval dividido em três partes — “Inferno”, “Purgatório” e “Paraíso” — tem inspirado a cultura popular há séculos, com sua grande variedade de temas e personagens. A história é bem conhecida. No início da primavera de 1300, Dante está perdido e sozinho em uma floresta sombria e ameaçadora. Para sobreviver a essa provação, ele deve visitar os três reinos da vida após a morte. O primeiro deles é o Inferno. A viagem pela morada eterna das almas perdidas, através dos nove círculos infernais, leva-o até o abismo no centro da terra. O narrador é o próprio Dante, que escolhe como guia o poeta clássico que ele mais admirava: Virgílio (70-19 a.C.). Famoso pelo épico Eneida, Virgílio viveu na Roma de Júlio César e Augusto, durante a transição da república para o império. A Divina Comédia é uma obra representativa da visão de mundo medieval, dominada pelo pensamento cristão, e funciona como alegoria da jornada da alma em direção a Deus. No aclamado terceiro filme dos Vingadores, o tirânico Thanos (Josh Brolin) segue em sua busca incansável pelas Gemas do Infinito, joias cósmicas dotadas de poderes supremos, capazes de destruir todo o universo ao serem equipadas em conjunto. Sozinho na maior parte das vezes, o vilão salta de mundo em mundo para conquista-las. Quando descobre o paradeiro da Gema da Alma em Vormir (aparentemente, um corpo planetário interdimensional), depara-se com um panorama sublime de terras áridas e céu nebuloso, muito similar à representação do Inferno concebida por Gustave Doré no século XIX. As ilustrações desse artista francês determinam a nossa visão da obra de Dante até hoje. No planeta desconhecido, Thanos é recebido pelo Guardião da Gema (Ross Marquand), cujo dever é instruir aqueles em busca da misteriosa joia. Tal qual Virgílio no poema de Dante, o Guardião age como um psicopompo, ser que guia e orienta espontaneamente o personagem que o encontra, a fim de conduzi-lo em sua jornada. Mas, como Thanos logo percebe, a Gema da Alma requer um sacrifício. A provação consiste em livrar-se do último traço de humanidade que ainda lhe resta (não falaremos nada sobre isso para evitar spoiler), em uma barganha ao estilo do Fausto de Goethe.

Leia mais sobre a Divina Comédia em:

Danteworlds, apresentação multimídia sobre a obra de Dante criada por Guy Raffa, da Universidade do Texas. (em inglês)

The World of Dante, ferramenta de pesquisa multimídia para facilitar o estudo da Divina Comédia, elaborado pelo Institute for Advanced Technology in the Humanities da Universidade de Virgínia. (em inglês)